sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

O que esperar, quando se esta esperando...

Olá Lindezas, tudo bem com vcs??

Calma, esse post não tem nada há ver com gravidez, graças a Deus, por enquanto eu não estou grávida e não pretendo engravidar tão cedo! Esclarecido isso, vamos começar o post direitinho!!

Já devia ter escrito esse post há muito mais tempo, mais ou menos um mês atrás, mas aí foram acontecendo tantas coisas e eu acabei deixando ele de lado e finalmente hoje eu pude sentar e escrever sobre ele.



O que as pessoas esperam da gente?? Vc já parou pra pensar nisso?? O que será que aquela pessoa ao seu lado esta esperando que vc faça?? O que a sociedade quer da gente??

Tudo começou quando eu inventei de ir a uma festa de halloween vestida de cervo, pois é, há um mês atrás, fiquei super empolgada com a minha fantasia que eu mesma fiz, eu mesma procurei inspirações no Pinterest, que comprou uma roupa que combinasse com a bota que eu já tinha, pensei e misturei as coisas mais legais que eu vi em várias maquiagens. E assim eu tinha a minha fantasia de cervo bem doida e linda (pelo menos eu acho que ficou muito linda).



Quando eu estava na festa, parecia que eu era de outro mundo! Eu tinha chifres e eles eram bem grandes, mas qual o problema disso?? Todas as mulheres, com algumas poucas exceções, estavam usando fantasias de bruxa ou de vampira, sem brincadeira, só tinha isso! E não eram bruxas e vampiras de halloween, era uma coisa sexy demais, bonitinha demais e nem um pouco halloweenística.

Isso não é um problema até vc perceber que essas pessoas só estavam vestidas assim porque ficaram preocupadas demais com o que os outros iriam achar, porque elas mesmas julgam o próximo, elas me julgaram descaradamente. Eu me senti incomodada porque não paravam de olhar pra mim, de apontar pra mim e cochicharem sobre mim. Será que eu estava tão horrível assim, será  que meus chifres chamavam mais atenção que eu??



Eu não sei responder e tem grandes chances das pessoas apenas estarem comentando como minha fantasia era legal, mas me senti incomodada e decidi vir aqui falar! As pessoas precisam aprender a lidar melhor com o que é diferente, esse hoje eu dia é um dos grandes males da sociedade, não saber lidar com as diferenças, não é porque eu uso uma fantasia que não é o esperado da maioria das mulheres que eu mereço ser julgada, não é porque o cabelo é rosa, curto, longo que merece ser julgado e intitulado estranho! Não é porque se é gay, negro, feminista, machista, com alargador ou tatuagem que merece ser julgado e colocado como a escória da sociedade!

Tá vendo como é, as duas partes são julgadas, os julgamentos estão em todos os lugares, o que deveria estar também é o respeito!

Sim, eu tenho uma coroa até hoje e eu acho lindo, só não tenho mais coragem de usar!
É engraçado ver como tudo o que diferente do comum choca, tudo que saí do padrão é considerado errado! Eu particularmente acho muito chato ser igual a todo mundo, mas por medo não consigo sair da minha bolha de proteção e surtar de vez! Queria pintar o cabelo de rosa, mas tenho medo disso interferir no emprego, queria raspar um lado da cabeça igual a Cressida do Jogos Vorazes, mas acho que minha mãe me mataria, listras horizontais para plus size nem pensar, calça palazzo pra vc não dá certo e se eu ficasse listando aqui cada uma das coisas esse post ficaria muito extenso!

Esses dias parei pra pensar em como eu era diferente quando era pré adolescente, eu tinha um estilo único e muito doido! Usava roupas mais relaxadas, num estilo praia, não usava soutiã porque eu não precisava, usava chinelão de salto, brincos de coco, de penas e miçangas bem grandes, tinha o cabelo bem doido e as vezes encasquetava com alguma roupa maluca que só eu usaria! Não me preocupava com nada nem ninguém, o julgamento dos outros não me incomodava! Aí eu queria saber o que mudou dentro de mim pra não conseguir usar mais essas coisas, pra ter no guarda roupa só peças em tons neutros, para a maioria dos meu looks serem básicos, eu nunca fui básica!


Antes mesmo da calça de cintura alta ser moda eu já usava e adorava, essa foto por exemplo é de 2008 ou 2009, e eu era a unica que conhecia que usava cintura mega alta!

Quero voltar a ser livre, a usar roupas que me deixem leve e eu não fique encanada no que os outros vão achar! Mas agora esta tão difícil, tudo me prende, nada é liberado, meu manequim não existe, é impensável!

Senhores ditadores de moda, por favor, parem de ditar que isso ou aquilo é errado ou proibido! O mundo quer ser livre!!



Vc aí atrás da tela, não deixe ninguém te dizer o que vc pode ou não fazer, sei que isso é muito clichê, mas talvez seja porque é a mais pura verdade! Quem é aquela pessoa pra te ditar algo?!? E por favor não julgue ninguém e se isso for inevitável na sua cabeça, deixe isso só dentro da sua cabeça, não precisa ficar apontando, cochicando e rindo, respeite o mundo todo! Quando eu digo mais amor por favor é isso que eu quero dizer! E tente passar isso para outras pessoas, nós aqui da internet somos uma minoria comparada ao mundo todo, ou pelo menos ao Brasil todo!


Eu amava muito essa calça da foto, tenho ela até hoje como "recordação", quando eu comprei todo mundo achou horrorosa porque ela parecia um pano de saco de batata, mas eu achava ela linda e a usava muitooooo!! Pena que não tenho uma foto melhor pra mostrar a vcs!

Para ser livre é preciso se desprender, se desapegar do que é comum para a sociedade, é não se importar com a opinião alheia, é usar o que vc ama e o que te faz vibrar por usar! Seja uma roupa, um sapato ou uma maquiagem muito diferente!

Espero que esse meu desabafo não tenha sido tão pesado e eu tenha conseguido passar para vcs o que eu sinto. Deixem comentários aqui pra mim, pra eu saber que não estou sozinha nessa...



Bjoo e boa viagem!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...