quarta-feira, 2 de março de 2016

Meu primeiro bloqueio criativo!

Olá Viajantes!

Olha só como a vida é!

Quando eu lia sobre bloqueios criativos nunca acreditava muito, é estranho quando dizem pra vc que alguma coisa dentro de vc não te deixa escrever e vc nem sabe o porque.


Essas ultimas semanas eu passei por isso, tive meu primeiro bloqueio criativo aqui do blog e eu não esperava isso mesmo! Tudo estava indo bem, tranquilo e feliz e do nada eu não queria mais nada com nada. Difícil explicar isso.

É só que eu não queria mais escrever, não queria nem sentar na frente do computador direito, ficava fugindo disso o tempo todo. As vezes até conseguia pensar em temas bem legais pra fazer post, elaborava o texto todo na minha cabeça, mas na hora de digitar e por isso em prática, eu corria.

A verdade é que eu desanimei bastante com o blog, acho que eu tinha expectativas muito grandes,  esse é um dos meus defeitos, eu crio muita expectativa com tudo e com todos e no final da história eu sempre acabo me decepcionando e me desanimando. Junto com isso tive um sonho muito ruim esse final de semana que praticamente esfregou na minha cara todos os meus medos, todas as minhas incertezas e tudo que eu estava fugindo de enfrentar.

Aí não deu outra, eu me tornei a personificação da confusão humana, minha cabeça estava (e ainda esta) um balaio de gatos, olha a gíria chique vovó aí... Sabem, eu me cobro demais, na minha vida ideal já era pra eu estar com a vida feita ou pelo menos bem encaminhada, eu já deveria ter um carro, estar pagando ou comprando uma casa, estar me preparando para casar e pelo menos já ter feito uma viagem internacional. Esse é o mal da geração "Y", nós achamos que com vinte e poucos anos deveríamos estar nos aposentando praticamente. Vcs ainda não me conhecem muito, mas já deu pra perceber que eu não tenho nada disso que eu queria ter.


Não tenho carro, não fiz viagem internacional, nem sei quando vou me casar e muito menos quando poderei comprar uma casa. Aí vem o mal da sociedade, mas que ao mesmo tempo foi uma das melhores coisas que já inventaram - o Facebook -  e acaba ainda mais com a sua pessoa e a sua cabeça. Todos os dias na minha timeline vejo fotos e posts de pessoas que estão em uma das melhores fases de suas vidas, a maior parte dos meus amigos já esta casada, com filhos, mora em suas casas (de aluguel ou próprias) e tem as melhores vidas que uma pessoa pode ter.

Eu não tenho nada disso! Entenda que não é inveja o que eu sinto, não quero ter exatamente o que elas tem, mas fico me perguntando o que eu estou fazendo de errado, fico me cobrando porque não é possível, a unica errada nessa historia toda sou eu.

Minha vida e a mesma todos os dias. Todos os dias eu acordo cedo morrendo de sono, me arrumo correndo, tomo café no carro, pego o ônibus até o meu trabalho e trabalho o dia todo, as vezes acontece alguma coisa diferente nele, mas a maior parte do tempo é tudo igual. Depois do trabalho eu vou para a academia, faço musculação e alguma aula aeróbica e depois volto pra casa. Eu leio bem pouco por dia, assisto algumas séries de vez em quando e brinco muito com a minha cachorra. Só.

Essa é minha vida todos os dias, ou seja, nada demais. De longe minha vida nem se compara com as vidas perfeitas dos meus amigos do facebook, eu me sinto só o grãozinho de areia na praia. Mas nessas semanas de bloqueio criativo ouvi uma frase que fez muito sentido, "o Facebook é o câncer da sociedade", e isso fez muito sentido pra mim. Ali a maior parte das coisas é fabricada, na verdade as vezes nada daquilo é tão legal quanto parece e aquilo mesmo que inconscientemente e inocentemente faz mal pra quem ver. Eu gosto do facebook, acho super legal as coisas que ele nos proporciona, mas as vezes eu lembro que muitas coisas ruins dentro de mim não existiam antes dele.


Então a loucura na minha cabeça é mais ou menos por causa de muitas coisas juntas, sou eu me cobrando demais, sou eu precisando de dinheiro, sou eu querendo abraçar o mundo e fazendo muitas coisas ao mesmo tempo, sou eu tendo que carregar muitas responsabilidades nas costas e sou eu não conseguindo descansar direito. E isso refletiu no blog, cheguei a pensar em desistir e parar com tudo isso.

Eu continuo uma bagunça por dentro, mas uma coisa eu decidi, eu estava colocando muita responsabilidade e expectativa em cima do blog é como se a minha vida dependesse dele, como se todos os prolemas só pudessem ser solucionados com ele, mas agora eu vi que não é assim mesmo. O que eu decidi foi o seguinte: eu gosto de escrever, gosto de dar as dicas que eu dou, gosto de falar sobre muitas coisas e gosto muito mais do retorno que eu tenho das pessoas nos posts com os comentários, então eu não vou parar.

Eu vou continuar a escrever sobre o que eu quiser, sobre o que eu realmente gosto, sobre o que eu realmente quero, sem calendário editorial, sem obrigação e sem pressão, sem ficar me perguntando se as pessoas estão gostando ou não. E vou tentar resolver a minha vida fora do blog, vou pensar em outras possíveis saídas em o que mais eu poderia fazer.

Vou dar um jeito, afinal, não dizem que no final tudo acaba bem?

Obrigada por ter me acompanhado até aqui e por ter lido todas essas linhas cheias de sentimento. Acho que depois de todas essas reflexões e decisões meu bloqueio criativo chegou ao fim.

Então vamos aos posts que eu quero!



Bjoo e boa viagem!

4 comentários:

  1. Oie! Vim aqui prestigiar o blog de mais uma blogueira campineira! hahaha
    E já vou chegar opinando =)
    Na minha opinião, olhar a vida dos outros e pensar que tudo o que eles têm é felicidade, não é o melhor caminho, pq a felicidade de um, não é a mesma de outro.
    Tem gente que quer muito casar e ter 4 filhos, enquanto outras pessoas na mesma idade querem dar a volta ao mundo.
    Esse seu bloqueio criativo tem a ver com a tristeza que você tem sentido nesses últimos tempos e que te fez pensar em todas essas coisas.
    Limpe sua mente de cobranças e comparações com os outros e abra seu coração para receber seus desejos internos.
    Sempre que acho que minha vida está parada e sem graça, logo penso em algo para agitá-la. Vou deixar aqui o link de um vídeo que fiz, que talvez possa ser útil pra você.
    Link: https://youtu.be/_TcrdnCep28
    Beijão e que tudo fique bem :)
    PS: Notei que você leu O Segredo. Leia ele de novo e você se sentirá bem e não fique muito tempo sem praticar gratidão depois disso, senão esses sentimentos negativos acabam voltando. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tati!! Aiii que linda! Adorei seu comentário e adorei sua opinião, realmente é bem por aí, essa tristeza toda tem me incomodado bastante e daí também penso que minha vida tá parada e sem graça!! Difícil é encontrar alguma coisa pra agitar! Adorei seu vídeo, seu canal e seu blog, virei fã!! Bjoo

      Excluir
  2. Oi Tati!

    Eu estava exatamente assim por esses dias, te compreendo perfeitamente!

    Eu precisei passar uns finais de semana fora das redes sociais para entender melhor o que eu estava sentindo sabe? Mas é assim mesmo, tem dias que bate uma nostalgia gigante, tudo parece que o dos outros dá certo e nosso não. Mas desencana, continue com sua leitura e seus posts, quem gosta do seu blog não vai abandonar nunca!

    Continue com seu trabalho e sua amizade com seu cachorro, ele é seu melhor amigo e sempre vai te motivar a continuar firme e forte nessa vida linda e muita das vezes ingrata rs

    Força amiga, tudo dá certo no final sim!!!

    Beijos!

    www.cuidadosevaidades.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...