terça-feira, 31 de março de 2020

Uma carta minha sobre o Coronavírus - COVID19

Olá, tudo bem?

Hoje é dia 31 de março de 2020, estou em casa de quarentena há mais de 1 semana, nunca pensei que isso um dia iria acontecer... Sempre vejo os filmes de "fim do mundo" (que é um dos meus gêneros preferidos) achando que aquilo nunca irá realmente acontecer e se um dia acontecesse eu estaria preparada. DOCE ILUSÃO!


A realidade é que todos os dias me sinto dentro de um filme, como se tudo que estamos vivendo não fosse real, parece uma realidade alternativa que eu quase consigo tocar, um véu cobrindo tudo, que de vez em quando a gente percebe que ele esta ali. Mas não é filme, não é sonho, infelizmente é real! Tem dias que estou mais tranquila quanto a tudo isso, mas tem dias que a ansiedade e a tristeza apertam e aí não passo imune.

Ontem a noite foi um pouco desesperador, vi a entrevista do Atila Iamarino no Roda Viva da TV Cultura, ele é biólogo e pesquisador, um dos cientistas mais competentes falando sobre o coronavírus atualmente, e uma das coisas que ele disse que mais me tocou foi, nós nunca mais vamos voltar para a situação que estávamos vivendo em janeiro por exemplo, a partir de agora tudo mudou. A economia já não vai ser a mesma, os trabalhos, as relações interpessoais, tudo! Cada dia que passa do coronavírus, da quarentena, essas coisas mudam. Eu já não sei por mais quanto tempo eu terei clientes no pilates, por mais quanto tempo terei uma fonte de renda, meu salário teve uma queda forte a partir do mês que vem por eu ser autônoma, mas posso dizer que eu sou sortuda porque consegui guardar um pouco de dinheiro numa reserva de emergência, talvez eu consiga sobreviver por mais uns 3 ou 4 meses numa vida bem sem gastos.

Fico imaginando as pessoas que não tem reservas, que tem famílias enormes, muitas contas para pagar e nenhuma garantia se vão ter alguma entrada financeira ou não pelos próximos meses, eles devem estar desesperados! Isso reflete um pouco o cenário que estamos vivendo além da doença em si, o cenário politico; sinto que voltamos para as pré eleições de 2018, uns de direita, outros de esquerda. Alguns da direita defendem o fim da quarentena, dizem que o coronavírus não é nada, só uma gripezinha ou um resfriadinho, não se preocupam se pessoas de baixa renda irão morrer ou viver, estão mais interessados em fazer o dinheiro entrar na conta deles. Em parte eu concordo com algumas coisas, infelizmente precisamos do dinheiro para sobreviver, infelizmente muitas empresas irão quebrar nesse momento, isso irá gerar desempregos, aumento dos inadimplentes, fome, miséria e consequentemente mais crimes e mortes. As pessoas da esquerda, defendem a quarentena, o total lock down, que as pessoas de baixa renda tenham um auxilio nesse momento, que os patrões sejam obrigados a não demitirem os funcionários e que a gente cuide daqueles mais suscetíveis e vulneráveis a essa situação que estamos vivendo. Concordo e muito com isso, temos que cuidar dessas pessoas, mas também me coloco na situação do patrão que não poderá demitir, mas continua sem o dinheiro para poder pagar porque esta quebrado.

A situação é extrema, não tem para qual lado correr, nenhum dos dois lados é certo ou errado, teríamos que achar um meio termo. Mas para o mundo extremista que vivemos atualmente isso é praticamente impossível.


Como se a situação financeira já não fosse ruim, aí vem a situação do coronavírus em si. O medo de perder aqueles que amamos para essa doença tão impiedosa, o medo de ficarmos doentes, o medo de precisar ir no hospital para qualquer outra intercorrência e ter contato direto com quem esta infectado. A apreensão de sair na rua, de ir ao mercado, cada coisa comprada deve ser higienizada corretamente, você não pode entrar em casa com os mesmos sapatos que foi para rua, mantenha uma distancia de pelo menos 2 metros de outras pessoas, use mascara, use álcool em gel, cuida da sua imunidade, seja saudável, é tanta coisa pra se preocupar, pra aumentar a ansiedade que fica difícil viver calma e tranquila. Desde quando começou a minha quarentena eu tenho dores nos ombros, na cervical e dor de cabeça todos os dias, pura tensão, já que meu corpo reflete muito meu emocional.

Como se tudo isso já não fosse o bastante, eu fico mega chateada por aquelas pessoas que acham tudo isso um exagero, que defendem que o coronavírus não é nada, que nós devemos voltar a ter uma vida normal. Fico preocupada quando saio na rua de carro para ir até a casa do meu namorado e vejo pessoas nos depósitos de bebidas (que devem poder ficar abertos porque são como mercados) confraternizando como se estivessem em bares, pessoas nos pontos de ônibus e dentro dos ônibus sentadas umas do lado das outras (por NECESSIDADE) . Parece que todo esforço que fazemos para ficar em casa o máximo possível, a limpeza dos produtos comprados no mercado, a retirada do sapato antes de entrar em casa é em vão, não vai adiantar nada.

Outra coisa que me deixa muito triste é o posicionamento de alguns políticos do Brasil, como no caso do presidente atual Jair Bolsonaro, que ao invés de ajudar só esta piorando ainda mais a situação. Este realmente é o pior momento para termos alguém como ele na presidência. Nossa sorte é que alguns outros governantes estão conseguindo tomar algumas medidas para nos proteger um pouco mais.

Acho que eu sinto muito essas coisas porque sou fisioterapeuta, fiz uma pós graduação de 1 ano dentro de um hospital, na área de pediatria respiratória. Vi crianças morrerem por meningite, afogadas, por acidentes, por fibrose cística, por paralisia cerebral, por doenças que vocês nem imaginam os nomes. Moradoras do hospital, aquelas crianças que precisam se internar pelo menos uma vez por mês para fazer um tratamento direto no hospital. Todas elas estão sujeitas a pegar o coronavírus, todas elas estão dentro de um grupo de risco altíssimo. E parece que as pessoas que ficam confraternizando na rua não ligam a minima para isso. 


Na minha cabeça o brasileiro ainda vai sofrer muito até aprender a ter empatia e amor pelo próximo, porque a maioria acha que ficar em casa é um desperdício, um saco, que não tem problema dar uma saidinha rápida até o mercado ou o depósito de bebidas, eles não veem que a quarentena é mais uma questão de amor ao próximo e empatia do que qualquer outra coisa.

Eu espero que até o final do ano de 2020 essa situação já esteja bem resolvida, que não tenhamos tantos mortos quanto estão projetando, que ainda tenhamos emprego e renda aceitável para fazer a economia girar e manter uma boa qualidade de vida. Que os planos, projetos, sonhos e tudo mais que foi pensado no começo do ano, no reveillon consigam se realizar! 

Espero do fundo do meu coração que eu e você estejamos vivos, nossos pais, nossos amigos, pessoas que amamos. Que a gente consiga aproveitar bem esse período, que a gente viva cada dia intensamente, mesmo dentro de casa, aproveitando o amor por tudo que temos dentro dos nossos corações. Que a gente deixe de lado um pouquinho o medo, a desolação, a tristeza, para sermos felizes com o pouco que temos agora, mas que é essencial! 

E que no futuro a gente cuide melhor do planeta terra, das nossas relações interpessoais, das nossas finanças, da nossa mente e do nosso corpo. Para que na próxima grande crise mundial igual ou pior que o coronavírus estejamos mais bem preparados e saibamos lidar com tudo isso de uma maneira calma, tranquila e em paz.

Por tudo isso, eu te peço que #fiqueemcasa e cuide da humanidade!

Obrigada!

Bjoo😘

2 comentários:

  1. Oi Nastcha, é tão estranho né a nossa vida mudar tanto de um més a outro, eu sou monitora de ballet e fico triste por perder algumas alunas por conta da situação. Espero de coração que um dia a gente possa olhar pra trás e ver isso como passado, no mais por mais que a insegurança esteja presente eu vivo na fé, Deus tem a palavra final. Obrigada por compartilhar sua vida, aah eu amo cartas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Perdida nas letras! Eu espero que a gente consiga passar por isso bem e saudáveis, sem perdas! Precisamos de muita fé nesse momento mesmo! Bjoo

      Excluir

❤ Seu comentário é muito IMPORTANTE para o andamento do blog, deixe sua opinião, dica, elogio, critica ou sugestão.
❤ Deixe o link do seu blog para visitarmos!
❤ Instagram @nana.natascha ou @pilates.nataschass
❤ Fanpage https://www.facebook.com/taviajandomenina/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...